1 de out de 2015

Dialética Séries [Scream Queens]

Scream Queens é a mais nova série criada por Ryan Murphy, mesmo criador de American Horror Story e Glee, juntamente com Brad Falchuk e Iann Brennan. A série transmitida pela Fox e exibida simultaneamente no Brasil é uma verdadeira mistura das duas séries criados por Murphy, sendo exceção apenas os famosos musicais presentes em Glee.

Scream Queens é uma série de terror, drama e comédia, centrada exclusivamente no ambiente das fraternidades tão conhecidas do público brasileiro graças a inúmeros filmes americanos como: Vizinhos, American Pie, Ela e os Caras, Dias Incríveis, O Clube dos Cafajestes e outros tantos, o diferencial da série é justamente o terror espalhado por um serial killer que caça os membros de uma fraternidade especifica a Kappa Kappa Tau.

 

Além da fraternidade, a própria Universidade Wallace é cenário da trama que não dispensa cenas cômicas, na verdade mesmo o que deveria ser terror acaba se tornando um pastelão cômico e divertidíssimo ao estilo “Todo Mundo em Pânico”, incluindo frases como: “Agora eu deveria me assustar” ou o twitte da personagem de Ariana Grande ao ser assassinada: “Estou sendo assassinada pelo Demônio Vermelho”. Além de tudo isso, os personagens são estereotipados demais, a o gay enrustido que aproveita do amigo dormindo, as amigas que saem com o namorado da outra e a chama de “vadia” pelas costas. Ou ainda o prazer macabro de Chad por cadáveres, ou ainda o típico romance entre a diretora frigida e frustrada com o aluno bonitão, ou o fato de mesmo após presenciarem terríveis assassinatos, ocultarem cadáveres, serem vítimas de tentativa de esquartejamento as garotas pensarem apenas em roupas, rímel e sexo. A série em si, é repleta de clichês, mas é justamente esta a ideia de Murphy, explorar da maneira mais esdruxula possível os personagens criados pelo cinema americano.

Com três episódios exibidos a série é tida por muitos como um marco na televisão americana, uma revolução em contraponto aos já batidos estilos exibidos atualmente, porém, alguns responsáveis pela aferição do índice de audiência, como The Ratings, Tv Calendar e outros consideram a série mediana e com provável cancelamento antes mesmo da exibição do último episódio da temporada.

Se provar ser digna de audiência, a série deve utilizar o mesmo padrão de American Horror Story, com uma história diferente em cada temporada, mas sempre centrada em personagens femininos, uma abelha rainha seguida por suas vassalas que não perdem uma oportunidade para puxar o tapete da líder.

Sobre a série, alguns personagens merecem destaque:

Emma Roberts – Chanel Oberlin a abelha-rainha e “vagaranha” assumida.

Lea Michele – Hester Ulrich, recém nomeada Chanel #6, a garota do colar cervical com uma estranha obsessão por Chanel Oberlin;

Diego Boneta – Pete Martínez, o eterno “Rocco” de RBD e que após ser rejeitado por Chanel possui um desejo ardente de vingança e aparenta ter muitos segredos escondidos;

Keke Palmer – Zayday Williams, a garota gênio, neta de uma, com certeza, velha louca que a presenteia com tasers e serras elétricas.

Niecy Nash – Denise Hemphill a segurança nada profissional e hilária que nada protege.

Jamie Lee Curtis – Cathy Munsch, a reitora da universidade, com complexos com o ex-marido e manias nada convencionais.

 

Sobre a série:

Criado por

Ryan Murphy, Brad Falchuk, Ian Brennan (2015)

Com

Emma Roberts, Jamie Lee Curtis, Skyler Samuels...

País

EUA

Gênero

Comédia, Terror, Suspense

Status

Em produção

Duração

42 minutos

Notas atribuídas:

AdoroCinema: 4/5

Minha Série: 5/5

IMDb: 7,2/10

Número de Público

TV Calendar: 9518

RatingsTv: 3465

VOD e streaming: 1,8 milhões

The Hollywood Reporter sobre a série: Scream Queens, viu nesta última terça-feira um plus em sua audiência após a estreia decepcionante, a série melhorou 59% entre os adultos de 18 a 49 anos, na primeira rodada de visualizações DVR da Nielsen Media. Isso coloca a série em uma classificação de 2,7 adultos na faixa etária de 18-49. Mesmo assim a classificação está abaixo da média de outros calouros como Os Muppets que saltou para um 3.8 e Limitless com 2.9 – embora estás tenham públicos mais jovens.

 

 

http---signatures.mylivesignature.com-54492-348-8CDC41FCD38DF5750D599C05656C608C

2 comentários:

  1. olha, eu ate que vou acompanhar a serie direitinho, mas so por causa do final do segundo ep (ainda nao vi o terceiro)
    mas eu vou te contar um negocio, esperava bemmm mais, o trailer deixou a serie wow e quando fui ver zzzzzz
    parece mais de comedio do que de terror, e eh bem bleh
    tonsdeleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Julielton.
    Nunca tinha ouvido e nem visto nada sobre essa serie e a citada acima. Eu gostei bastante dessa resenha e com certeza eu vou assisti-la (estando ou não no ar). Faz um bom tempo que não começo e nem termino uma serie, vai ser legal voltar e quem sabe não começo por ela.

    Bjss

    ResponderExcluir

Sua opinião é sempre importante, por isso espero seu comentário!
Critique, de sugestões, elogie, comente.

Julielton Souza