16 de nov de 2015

[Literatura em Movimento] Tema de Novembro – Gente que quer Mudar o Mundo.

O Literatura em Movimento é um projeto de blogagem coletiva organizado pelos blogs Café com Livro, da Helena Dias, Da Literatura, da Ana Karina e Sacudindo as Palavras, da Denise Valente. Caso você queira saber de maiores detalhes, clique aqui.
Os temas de Novembro são:
TEMA 1 - VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER - por que, em pleno 2015, o machismo persiste em nossa sociedade?

TEMA 2 - QUAL É O PIOR TIPO DE PRECONCEITO? - tire algum ensinamento a partir das situações de preconceito que enfrentamos no nosso dia-a-dia.

TEMA 3 - GENTILEZA GERA GENTILEZA - como podemos espalhar a gentileza pela internet e no nosso cotidiano?
Quer conhecer melhor os temas de Novembro? Então, clique aqui.

 

11696748_904936812910133_826692693_n


E a escolha do tema para o mês de novembro é...
Todas as Alternativas Anteriores!
Por que, escolhi falar sobre os três temas?
Simples, há algumas semanas eu questionei as organizadoras e participantes do projeto, a ideia de se ter três opções de temas. Eu prefiro uma única temática, ou uma unificação de todos os temas apresentados, mesmo sendo voto vencido (PS: entendi porque ter três temas é importante e válido) eu decidi unificar os três temas deste mês em uma única postagem.
E também vamos ser sinceros, os três temas apresentados embora distintos, correlacionam-se, a violência contra a mulher nada mais é que uma manifestação do preconceito velado, e a gentileza entre as pessoas corrobora com objetivo e desejo mundial de colocar um fim a todos os tipos de preconceito.
Cinco ou seis meses atrás eu utilizei este mesmo tema para o Literatura em Movimento, no momento em questão tratei do Vitimismo, o qual você pode acessar aqui, embora tenha discorrido sobre o assunto, este é um tema que infelizmente ainda perdura e hora ou outra volta aos holofotes das mídias ou da nossa própria vivencia. Por essa razão irei tentar abordar neste post um pouco mais sobre o assunto abrangendo os temas propostos pelo Projeto. Porém, tentarei fazer isto de forma leve, humorada e concisa. Então vamos lá.
Por essa razão, lavai um conselho, “senta que lá vem história”.
Acompanhe agora, um diálogo entre um aluno e sua professora de filosofia, durante uma aula onde o tema era preconceito.
— Estamos no segundo milênio da era cristã, século XXI, ano de 2015 e mesmo assim o termo preconceito ainda é utilizado constantemente, fala sério depois de tantos anos de evolução o ser humano ainda se prende a detalhes?
— Poh fessora, eu não. O único detalhe que ainda me incomoda, é se o vestido é azul e preto ou branco e dourado!
— Ei Maykon, não é sobre este tipo de detalhe que estou falando, e para sua informação o vestido é azul e preto, a BBC confirmou, fez até um teste para chegar a esta conclusão.
— Num tendi fessora, do que a sinhora ta falano?
— Sobre o preconceito Maykon, a ideia formada antecipadamente e que não tem fundamento sério, mas que concede um juízo pré-concebido a pessoa e lhe dá o “direito” de julgar e condenar de maneira discriminatória...
— Fessora eu sei o que é preconceito, mas por que fala disso?! Preconceito é coisa do passado, eu não tenho preconceito contra nada e ninguém!
— Meu querido, isso é o que você pensa, mas no fundo sabe que não é verdade, não há um ser humano vivo que seja livre dos pensamentos preconceituosos.
— Ai cê me ofende sorra, eu num sou assim não.
— Veremos.
A professora escreve no quadro algumas frases, a giz.

green-307835_640


Após terminar de escrever as frases olhando para a turma diz:
— Levante a mão, quem nunca disse pelo menos uma destas frases.
Após todos continuarem quietos, voltou a dizer:
— Agora levante a mão quem já ouviu uma destas frases e sentiu-se ofendido.
Quando todos levantaram as mãos, a professora voltou-se para Maykon e sorrindo disse:
— Viu Maykon o preconceito existe, você provou ser preconceituoso quando não levantou a mão.
— Pro-fes-so-ra eu não sabia que essas frases são preconceituosas!
— Bom Maykon, desculpe-me se alguma delas te ofendeu. Mas, é justamente isso que as vítimas de preconceito sentem. E sim, eu entendo que você não soubesse que muitas coisas ditas diariamente são formas veladas de preconceito. Isto acontece porque as mesmas estão entranhadas na sociedade de tal forma que fica impossível distingui-las, a não ser que você seja vitima delas.
— Saquei fessora. Mas eu achava que preconceito só existia contra os negros e os gays.
— O racismo e a homofobia são as formas de preconceito mais combatidas, mas não são as únicas, há outras mais, como o preconceito social, o etnocentrismo, o sexismo, o preconceito linguístico e a xenofobia. Estes são os piores preconceitos do mundo, são aqueles que impedem a nossa sociedade de viver em paz. Porém a outros como o preconceito religioso e cultural, que são em nosso país mais brandos do que em outros.
— Fessora então se eu disser, que odeio testemunhas de Jeová porque são assustadores e insistentes, eu estou sendo preconceituoso?
— Com certeza Maykon, qualquer sentimento de ódio direcionado a uma religião é uma forma de preconceito, foram pensamentos assim que fizeram Hitler incluir os Testemunhas de Jeová na lista de pessoas a serem perseguidas na Alemanha Nazista.
— Nossa fessora, o troço é serio então?
— Claro que é, por exemplo o preconceito racial, mesmo após séculos da abolição da escravidão, muitos negros ainda sofrem descriminação, por exemplo, em uma batida policial a um negro e um branco, com quem a polícia vai ser mais violenta?
— Com o negro, claro!
— Verdade, mas não há diferenças entre o branco e o negro quando se trata de coragem para cometer crimes, um branco pode ser tão ou mais cruel que um negro e mesmo assim é o negro que sofre mais. Porque está entranhado em nossa história que o negro é um sujeito perigoso, traiçoeiro e malandro, mas isso não é verdade, nunca foi, todos somos iguais...
— Fessora, sobre o racismo e o preconceito religioso eu entendi, mas e esse tal de etnocentrismo, o que é? E o sexismo e a xenofobia?
— O etnocentrismo é uma forma de preconceito cultural, onde uma determinada população se sente privilegiada em relação a outra, a frase sobre os nordestinos em São Paulo é um exemplo disto. Embora tão capazes quanto os paulistas, os nordestinos são discriminados e odiados por uma parcela da população. O nazismo era etnocêntrico, pois, abominava quem não pertencia ao raça ariana.
A xenofobia é uma variação do etnocentrismo, a mais grave e assustadora de todas, é o ódio a tudo que vem de outro país, os xenófobos odeiam não somente as pessoas estrangeiras, mas tudo que delas deriva. Na Europa atual muitos protestos xenófobos vem acontecendo após o início da emigração árabe, e o ódio a essas pessoas vai além da nacionalidade, os europeus os odeiam por serem árabes, por serem muçulmanos e por serem pobres.
— Credo fessora.
— É assustador, é esse sentimento de ódio de um lado e desespero do outro que leva jovens, homens e mulheres a se rederem aos discursos do Estado Islâmico, convencendo-os de matar ou morrer em nome daqueles que os acolheram como iguais.
— Então o ISIS utiliza o preconceito europeu como motivador da guerra?
— De certa forma, mas não vamos entrar muito neste assunto, ou esta aula não terá fim. O sexismo é o preconceito de gênero sexual, é neste grupo que entra a transfobia, a homofobia, o chauvinismo, e o feminismo. O preconceito de gênero é uma das causas de maior impacto no número de mortes no país. Entre 1980 e 2010 foram assassinadas mais de 92 mil mulheres no Brasil, vítimas do preconceito. A mulher sofre preconceitos o tempo todo, ela não é reconhecida ou valorizada no mercado de trabalho, não é aceita como tão ou mais inteligente quanto o homem, não dirige bem, não tem concentração ou destreza para trabalhos meticuloso, se é bonita é uma distração para os colegas homens, se é feia, não serve para o serviço. Se usa roupa curta é safada, se veste roupas que lhe cobrem todo o corpo é radical, careta, antiquada. Mulher somente serve para educar os filhos, não sabe de política ou negócios, não possui outra funcionalidade do que a de dona de casa e procriadora. Mulher é um animal ou posse.
— Credo fessora, a sinhora credita nisso?
— Não Maykon, mas estes são exemplos que vemos diariamente, o mulher vem sendo vítima desde o início da nossa história, em todas as culturas, em todas as épocas. E essa mentalidade acerca da mulher foi o que levou muitos de nossos homens a transformarem-se em assassinos de mulher. Por que se veem no direito de bater, assediar, estuprar e até matar uma mulher. Pois assim foram criados e educados.
— Fessora, isso é assustador, e a alguma forma de combater estas atrocidades?
— Claro que há! A gentileza, a aceitação ou bem viver em sociedade, são os passos para se chegar a uma sociedade justa e livre do preconceito.
— Como ser gentil pode ajudar?
— Maykon, gentileza gera gentileza. Ao tratar a pessoa como ela merece ser tratada, com respeito e igualdade, você está criando uma ação do bem, esta pessoa inspirada por você vai fazer o mesmo, criando outra ação do bem, e essa outra pessoa fará o mesmo a uma quarta pessoa, quando se der conta uma corrente do bem vai ter se formado e o mundo estará a um passo da paz mundial.
— Caramba fessora, se eu for gentil, o mundo vai melhorar mesmo?
— Você vai contribuir para isso, mas os outros também precisam ser tocados, precisam abraçar a gentileza, e deixar o preconceito de lado.
— Saquei fessora, a partir de hoje vou ser o cara mais gentil do mundo e não vou mais ofender ninguém, não vou chamar ninguém de burro, gordo, negão, piranha, não vou dar em cima de uma garota somente porque usa roupas curtas, não vou chamar nordestinos de burros, prometo fessora na próxima vez que perguntar quem não é preconceituoso, vou erguer a mão e vai ser de verdade.
— Eu espero que sim Maykon.
 

Bom este texto foi a forma que encontrei para justificar minha escolha de temas, é claro que ficou muito grande e talvez não tão boa, mas espero sinceramente que atinja o objetivo.

0000020498-tile
o-que-e-preconceito-tile

Printfrase-assim-como-o-sol-derrete-o-gelo-a-gentileza-evapora-mal-entendidos-desconfiancas-e-hostilidade-albert-schweitzer-91320
http---signatures.mylivesignature.com-54492-348-8CDC41FCD38DF5750D599C05656C608C[3]

3 comentários:

  1. Realmente mega grande, mas amei conhecer os temas vinculados nesse texto lindo. Até divulguei. Faça mais isso.
    Bjsss

    ResponderExcluir
  2. SUPER MARAVILHOSO...CONHECER A OBRA COM A DIVULGAÇÃO BEM ESPLANADA...É PERFEITO! PARABÉNS!

    ResponderExcluir
  3. Também moro em Goiás, gostei do seu blog.
    Aqui deixo o link do meu.
    Você sabe o que é um Poema Equacional?
    http://poema-triptico-equacional.blogspot.com.br

    Alda Inácio

    ResponderExcluir

Sua opinião é sempre importante, por isso espero seu comentário!
Critique, de sugestões, elogie, comente.

Julielton Souza