15 de out de 2015

Dialética Especial: [Data Comemorativa] – Dia do Professor + Os 10 Melhores Professores Literários de Todos os Tempos

Embora seja uma data quase que indiferente para a maioria da população brasileira, o dia 15 de outubro é dedicado aos professores, seja eles de ensino infantil ou ensino superior. Trata-se de um feriado escolar, cujo intuito é homenagear e promover o professor, este ser cada vez mais oprimido por nossa sociedade.
Eu como professor por formação e escolha, não poderia deixar passar esta data em branco, e sem lembrar a vocês leitores da importância deste profissional. Afinal, atrás de todas as grandes mentes sempre houve um professor, seja aquele que passou-lhe os conhecimentos básicos, seja aquele que o instigou a continuar a aprender e a buscar novos conhecimentos.
Como o blogue é dedicado a literatura, a postagem de hoje, traz além das explicações referente a data, um levantamento (na minha humilde opinião) dos dez melhores professores da literatura. Então, boa leitura e não se esqueça de comentar.

Dia do Professor
O que é: Dia para-se comemorar e homenagear os Professores dos estabelecimentos de ensino por meio de solenidades que se enalteça a função do mestre na sociedade moderna, fazendo participar os alunos e as famílias.
Quando foi estabelecido:  A data somente foi oficializada por meio do Decreto Federal nº 52.682 de 14 de outubro de 1963 o Dia do Professor em todo território nacional, a ser comemorado no dia 15 de outubro.
Qual Objetivo: Homenagear os responsáveis pelo desenvolvimento da educação e do conhecimento no país, abrangendo um escopo de profissionais que trabalham desde a educação infantil até o ensino superior universitário.
Conteúdo Relacionado:
No dia 15 de outubro de 1827 D. Pedro I emitiu um Decreto Imperial que criava o Ensino Elementar (primeiro grau) no território colonial (Brasil), o decreto referenciava o salário dos professores, as matérias básicas e até como os professores deveriam ser contratados. Porém nunca foi seguido.
O Dia do Professor iniciou-se em 1947, após quatro professores paulistas organizarem um dia de parada com o intuito de comemorar seu dia e traçar planos educacionais para o ano seguinte.
O Dia do Professor é considerado apenas um feriado escolar, passando despercebido por setores da sociedade, onde mestre e aluno não são elementos constantes.
Fonte: CalendarR

Os 10 Melhores Professores da Literatura

a-piramide-vermelha-horz

10. Digory Kirke - As Crônicas de Nárnia: O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa de C.S. Lewis
Professor Kirke não desempenha um bom papel como educador na série as Crônicas de Nárnia, pelo contrário, o tio dos irmãos Paviense em sua segunda aparição na série, seguindo a ordem cronológica, é um típico velho rabugento, vive com Dona Marta em uma casa colonial no campo e passa quase todo o seu tempo lendo e estudando os segredos de Nárnia, embora, não admita isso. Ele é o único a acreditar em Lucia, quando esta entra sozinha no guarda-roupa e chega a Nárnia.
Figura entre os dez professores, não apenas pelo seu título atribuído a ele por Lewis, e sim pela importância que ele tem diante de Lucia, ele é o único a acreditar naquilo que Pedro e os irmãos chamam de sonhos acordados. E não é esse o papel do professor, acreditar nos sonhos das crianças? Não cabe a ele incentivar a criança a prosseguir e correr atrás de seu sonho?
9. Catarina Roque - Uma Professora Muito Maluquinha de Ziraldo
Em plena década de 1940, Catarina ou Cate com apenas dezoito anos se torna professora titular de uma escola mineira. E causa um alvoroço com sua nova forma de ensinar. Tabuada com música nas aulas de matemática, cinema nas aulas de história, e outras tantas formas diferentes de ensinar, provam no livro de Ziraldo, que para ser mestre, antes é preciso conquistar seus alunos, atrai-los para o prazer do aprendizado.
Entusiasmada, livre e comunicativa, ela conquista os alunos no ato, mas seu comportamento de vanguarda não agrada às professoras conservadoras da época, que não veem na sua didática brincalhona uma forma de ensinar e muito menos de aprender.
8. Andy Zimmer - Juventude Brutal
Andy foi aluno da St. Michael antes de se tornar professor, mesmo tendo sofrido na infância vivida ali, acredita que é seu dever auxiliar a irmã Maria na administração da escola, e acredita acima de tudo que é seu dever como professor orientar e proteger os alunos vitimados e oprimidos.
Andy se sacrifica sempre que necessário em prol da educação, apoio os alunos marginalizados, corre riscos desnecessários tudo em nome da educação, e até mesmo assume de cabeça erguida erros e supostos crimes que não cometeu, se isso significar a continuação da escola e a manutenção do ensino.
7. Dr. Julius Kane - As Crônicas dos Kane: A Pirâmide Vermelha de Rick Riordan
Embora, seja de fato um egiptólogo e um mago do Per Ankh, o pai de Carter e Sadie Kane é um professor por escolha. Durante sua busca por respostas e pela restauração do Ma’at ele viaja o mundo em busca de artefatos egípcios antigos e enquanto perambula de um acampamento de escavação a outro é o professor particular e integral do filho, Carter.
É Julius que inicia Carter nos conhecimentos sobre os deuses egípcios antigos, profecias, mitos, animais fantásticos e magia. Embora inicialmente para Carter isso não passe de conhecimento inútil, é o que o pai lhe ensina que vai ajudar a ele e a irmã resolver todos os percalços impostos pelos inimigos dos deuses.
6. Robert Langdon - O Código Da Vinci de Dan Brown
O Professor de iconografia religiosa e simbologia da Universidade de Haward é de fato um dos professores mais famosos da literatura e do cinema, onde os seus conhecimentos sobre o misticismo religioso, bem como a história da religião o leva em uma missão eletrizante.
Ele deve resolver o mistério por traz de uma antiga sociedade secreta, Maria Madalena, Leonardo da Vinci e o Santo Graal. Durante toda a história Langdon não ensina um aluno em especifico, mas dá uma aula sobre iconografia e religião aos leitores ou expectadores.
5. Minerva McGonagall - Harry Potter e a Pedra Filosofal de J. K.Rowling
A professora de transfiguração, animaga, diretora da casa de Griffindor e vice-diretora de Hogwarts, Madame Minerva McGonagall é a responsável por grande parte do aprendizado de Harry durante a série, seja como apanhador no jogo de quadribol, seja para se tornar um auror, Minerva esteve sempre presente, auxiliando Harry e demais alunos de Hogwarts a alcançar seu potencial total enquanto bruxo.
4. Quiron - Percy Jackson e os Olimpianos: O Ladrão de Raios de Rick Riordan
O Diretor de atividades do Acampamento Meio-Sangue, além de ser um centauro é o eterno treinador de semideuses, e para Percy é mais que isso é um amigo. Quiron desempenha um papel importante na trama, a de professor, seja ensinando luta, arco e flecha ou história grega antiga, Quíron está sempre presente, tornando-se quase que uma figura paterna para os semideuses do acampamento.
Quiron atuou como professor de Percy antes deste saber de sua origem mitológica, usando uma cadeira de rodas magica que escondia sua metade cavalo, Quíron esteve ao lado de Groover enquanto este protegia Percy de monstros em sua escola.
3. Alvo Dumbledore - Harry Potter e a Pedra Filosofal de J. K.Rowling
Albus Percibal Wulfric Brian Dumbledore ou Alvo Dumbledore, professor de transfiguração e diretor de Hogwarts, é sem dúvida um dos professores mais importantes da literatura. É o mentor e professor mais querido de toda Howgarts, e tinha um carinho especial por sua missão enquanto educador, ele via na sua profissão não apenas uma obrigação mas um meio de desenvolver e proteger jovens bruxos, e, é isso que se vê em toda a saga, Dumbledore esteve sempre um passo à frente de seus alunos, mesmo quando estes acreditavam viver aventuras particulares, o professor lá estava conduzindo tudo magistralmente com sua varinha.
2. Sr. Thomas Browne - Extraordinário de R.J. Palácio
O professor de August Pullman é o mestre dos preceitos, frases que ele acreditava serem capaz de inspirar seus alunos a fazer escolhas cada vez mais acertas ao longo da vida. Sr. Browne foi um defensor da tolerância, e responsável pelo desenvolvimento de August na escola, foram suas lições de moral sobre bondade, superação e bondade que o fizeram continuar e lutar.
Embora pareça pouco, apenas escrever frases no quadro-negro, em Extraordinário, vemos que a ação simplista do professor teve todo um diferencial na formação dos alunos, foram suas frases simples que começaram a mover a turma na direção da aceitação de August e todas as dificuldades em relação a aparência.
1. Bill - As Vantagens de Ser Invisível de Stephen Chbosky
O autor da celebre frase: “Nós aceitamos o amor que achamos que merecemos”, foi o professor de inglês de Charlie, e foi como professor que Bill viu em Charlie o que ele chamou de grande potencial, e por esta razão começou a incentiva-lo a ler dando-lhe livros clássicos para o garoto ler em casa após as aulas, no fim de semana e férias de verão. Incialmente o objetivo do professor é fazer Charlie interagir, depois reconhece no garoto o potencial literário e o inspira a escrever, resenhar livros e a questionar o que lê. De certa forma foi Bill, um dos maiores responsáveis por fazer Charlie deixar a casca protetora que insistia em manter desde a morte da tia.

401017-Novo-piso-nacional-dos-professores-2012
Bem pessoal esta foi a postagem especial do dia dos professores, espero que tenham gostado, mas como é de praxe, antes de encerar deixo para vocês um poema sobre professores. Obrigado e até a próxima.


Ser professor de Conceição Chaves
Ser professor é...
Construir castelos.
Não só castelos mágicos, belos e grandiosos.
Mas castelos fortes, com bases firmes.
Capazes de resistir ao tempo, às tempestades...
Às guerras e aos conflitos.

É ser capaz de enxergar longe.
Ver além do que se possa imaginar.
É sentir e esperar sempre...
Que tudo embora não seja perfeito.
Transforma-se em coisas belas,
Significantes e edificantes.

Ser professor é acalentar sonhos.
Realizar desejos, mostrar caminhos.
Partilhar alegrias...
Conviver com as tristezas.
Transformar planos em realidade.


É ver nas entrelinhas.
Buscar o que está lá no fundo guardado...
Trancado, acanhado e transformá-lo...
Em grandes conquistas e realizações.

O professor semeia e constrói um mundo...
De magia, beleza, sonhos e conhecimento.

http---signatures.mylivesignature.com-54492-348-8CDC41FCD38DF5750D599C05656C608C

2 comentários:

  1. Adorei a homenagem que você fez aos professores com ajuda dos livros, achei bem legal, e foi bom que conheci vários livro que eu ainda não conhecia.

    ResponderExcluir
  2. Nossa Julielton, isso é quem chamo de uma mega e linda homenagem, parabéns.
    Conheço 5 professores deste post: "Alvo Dumbledore" (adoroooo), "Digory Kirke " (confesso não me lembrar agora dele), "Catarina Roque" (amooooooo), "Minerva McGonagall" e "Quiron".
    Professores são mestres em nos ensinar o melhor caminho a ser trilhado, nos dando alternativas e conhecimentos para toda vida.

    Bjss

    ResponderExcluir

Sua opinião é sempre importante, por isso espero seu comentário!
Critique, de sugestões, elogie, comente.

Julielton Souza