27 de abr de 2015

Livro #22 – A Estrada da Noite de Joe Hill

Preliminares

Capturar

“Vou ‘vender’ o fantasma do meu padrasto pelo lance mais alto. É claro que uma alma não pode de fato ser vendida, mas creio que ele irá para sua casa e ficará ao seu lado se você estender o capacho de boas-vindas. p. 10


Sinopse

A Estrada da Noite - Uma lenda do rock pesado, o cinquentão Judas Coyne coleciona objetos macabros: um livro de receitas para canibais, uma confissão de uma bruxa de 300 anos atrás, um laço usado num enforcamento, uma fita com cenas reais de assassinato. Por isso, quando fica sabendo de um estranho leilão na internet, ele não pensa duas vezes antes de fazer uma oferta.
"Vou ´vender´ o fantasma do meu padrasto pelo lance mais alto..."
Por 1.000 dólares, o roqueiro se torna o feliz proprietário do paletó de um morto, supostamente assombrado pelo espírito do antigo dono. Sempre às voltas com seus próprios fantasmas - o pai violento, as mulheres que usou e descartou, os colegas de banda que traiu -, Jude não tem medo de encarar mais um.
Mas tudo muda quando o paletó finalmente é entregue na sua casa, numa caixa preta em forma de coração. Desta vez, não se trata de uma curiosidade inofensiva nem de um fantasma imaginário. Sua presença é real e ameaçadora.
O espírito parece estar em todos os lugares, à espreita, balançando na mão cadavérica uma lâmina reluzente - verdadeira sentença de morte. O roqueiro logo descobre que o fantasma não entrou na sua vida por acaso e só sairá dela depois de se vingar. O morto é Craddock McDermott, o padrasto de uma fã que cometeu suicídio depois de ser abandonada por Jude.
Numa corrida desesperada para salvar sua vida, Jude faz as malas e cai na estrada com sua jovem namorada gótica. Durante a perseguição implacável do fantasma, o astro do rock é obrigado a enfrentar seu passado em busca de uma saída para o futuro. As verdadeiras motivações de vivos e mortos vão se revelando pouco a pouco em A estrada da noite - e nada é exatamente o que parece.
Ancorando o sobrenatural na realidade psicológica de personagens complexos e verossímeis, Joe Hill consegue um feito raro: em seu romance de estreia, já é considerado um novo mestre do suspense e do terror.


O Autor

Gêneros Terror, Fantasia, Ficção 

Nascimento: 03/06/1972

Local: EUA - Maine – Hermon

Biografia: Joseph Hillstrom King, mais conhecido como Joe Hill é um escritor estadunidense de livros do gênero de ficção. É filho do também escritor Stephen King. Seu nome foi escolhido como uma forma de homenagem ao anarquista sueco Joe Hill.

Fonte: Skoob.


O LIVRO

Título: A Estrada da Noite

Autor: Joe Hill

Valor de Capa: R$ 12,80 até R$ 24,90

ISBN-13: 9788599296134
ISBN-10: 8599296132
Ano: 2007 / Páginas: 320
Editora: Arqueiro

Título Original: Heart-Shaped Box

Tradutor: Mario Molina

Avaliação no Skoob: 3,9


Dialética

A Estrada da Noite, livro de Joe Hill foi traduzido e publicado no Brasil no ano de 2007 e tornou-se logo em seguida um item indispensável para os fãs de terror/suspense que já idolatravam o pai de Hill, o famoso mestre do suspense e Rei do Maine, Stephen King.

O livro narra as desventuras de Judas “Jude” Coyne, o vocalista de uma banda de rock aposentado. Jude leva a sério o termo “adorador do diabo” direcionados aos ávidos fãs do rock metal, e consequentemente adota um desejo assustador por sua coleção de itens macabros, como: um livro de receitas canibais, uma confissão real de uma bruxa, uma fita K7 com cenas de um assassinato, um crânio perfurado ao expulsar demônios, desenhos dos sete anões feitos por um molestador perigoso e outros apetrechos agourentos.

Jude tem também um especial carinho por seus dois cães, Bon e Angus, dois ferozes cães negros. Porém o que Jude gosta mesmo é de aporrinhar quem se aproxime, seu desejo por solidão somente é quebrado pelo seu desejo por garotas. E por essa razão tem sempre uma ao seu lado. Geralmente fãs jovens que veem no astro decadente a chama de sua juventude já perdida. Jude tem o habito de apelidar suas amantes com o nome do estado onde moravam antes, a atual namorada é chamada de Geórgia, as vezes Jude se quer lembra que seu nome verdadeiro é Marybeth.

Um dia Jude recebe um e-mail alertando sobre um leilão, onde o objeto ofertado era um paletó assombrado, a garota que vendia assegurava que o seu pai falecido estava preso na roupa e quem a comprasse receberia o fantasma junto. Por mil dólares Jude leva o paletó que chega a sua casa algum tempo depois envolto por uma caixa em forma de coração. (Título Original do Livro: Heart-Shaped Box).

Com a chegada do mórbido embrulho Jude se vê assombrado por um velho carregando um pendente, é o velho Craddock, o ex-dono do paletó. Acontece que Craddock também era padrasto de uma das namoradas de Jude, e acredita que ela se suicidou após ser abandonada por Jude, agora o fantasma quer vingança e fará de tudo para obte-lá.

Após ver as poucas pessoas que o cerca indo embora, Jude e Geórgia tentam destruir o paletó mas sem sucesso, acabam saindo em uma viagem em busca de respostas, além dos dois, vão no carro Bon e Angus os dois cães que causam um certo pavor no fantasma.

Inicia-se ai uma famigerada perseguição que dão razão ao título brasileiro do livro, e que assusta qualquer um facilmente, a leitura é viciante e eletrizante. O livro é narrado em terceira pessoa e cada página é repleta de informações sobre Craddock, o passado de Jude e de Geórgia, há sinais evidentes da existência do sobrenatural, algo que abalaria até mesmo o cético Jude.

A obra de Hill é digna de um herdeiro do terror, assim como o pai Hill cria situações enigmáticas, assombrosas e consequentemente te faz devorar rapidamente todo o livro em questão de horas, é impossível querer parar de ler A Estrada da Noite antes de finalmente chegar ao desfecho.

A única coisa ruim, é a velocidade dos acontecimentos, até a saída de casa a história possui um ritmo lento, mas gostoso de acompanhar, sem muitas reviravoltas ou tensões elaboradas, mas ao pegar a estrada o livro entra em um ritmo desenfreado que te leva rapidamente ao desfecho. Acredito que o final poderia ter sido melhor trabalhado, mas não acho que isso afete o teor do livro, ele ainda continua fantástico.

A diagramação e revisão estão adequadas, não achei erros, ou melhor não me lembro de tê-los visto. A capa exibe bem o teor da história e a Editora Arqueiro produziu um ótimo livro.

Se você é amante do terror/suspense avance com gula porque Craddock e Jude esperam com uma história assombrosa.

5


Capas pelo Mundo

 

Capas: 1 Portuguesa; 2 e 3 Americanas


0 comentários:

Postar um comentário

Sua opinião é sempre importante, por isso espero seu comentário!
Critique, de sugestões, elogie, comente.

Julielton Souza