21 de abr de 2015

Dialética Séries: The Casual Vacancy (Morte Súbita) de J.K. Rowling

Preliminares

Embora J. K. Rowling seja um fenômeno mundial graças a série de livros e filmes do jovem bruxo Harry Potter, em não conheço sua escrita, porém, como a maioria daqueles que assistiu HP no cinema me tornei um fã por tabela. Então quando soube que um de seus best sellers seria adaptado para a TV, fiquei animadíssimo, e não me arrependo de toda fé que depositei sobre a produção televisiva.

The Casual Vacancy é uma minissérie adaptada da obra de mesmo nome assinada por JK, produzida a pedido da BBC One do Reino Unido, embora sua previsão fosse para o ano de 2014, por razões técnicas teve sua estreia adiada para fevereiro deste ano.

Contudo a série não permanecia fiel a sua obra original, tendo seu final adaptado pela roteirista Sara Phelps a pedido da emissora, que julgava o final onde Robbie morria e Krystal se suicidava deprimente demais, alternando apenas para a morte acidental de Krystal. 

Outras adaptações quase passam imperceptíveis, contudo dão a série quase que um contexto de originalidade, entre as adaptações, a principal alteração se dá pelo fato de que no livro, a grande questão trabalhada pelo conselho seria a apropriação do bairro Fields pela cidade vizinha Yarvil, já na série o Conselho está voltado para o Centro Comunitário Bellchapel o qual querem devolver transformar em um SPA. Outras alterações transformaram personagens em meio-irmãos, excluíram filhos e omitiram personagens chave no livro. Mesmo após modificações, a minissérie foi ao ar e contou com três capítulos de uma hora cada, muito bem elaborados.

Ao que se sabe a série ainda não estreou no EUA, já que sua distribuidora no restante do mundo, a gigante HBO preferiu adia-lá para este mês. Segundo a emissora, o primeiro episódio do seriado será exibido em 29 de abril.

Então para você que como eu não conhece o livro Morte Súbita, que tal conhecer um pouco mais sobre o enredo da série?


Sinopse

Barry Fairbrother, que sofre um aneurisma, morre no estacionamento de um campo de golfe local. Os habitantes da cidade passam a saber notícia, assim como seus amigos e parentes, e o caos se instala. A morte de Barry revive uma questão que há muito atormenta os membros do conselho, se a problemática clínica de reabilitação para viciados em drogas, Bellchapel deve continuar fazendo parte de "Pagford", ou ser entregue à responsabilidade dos herdeiros do filantropo Sweetlove. Daí, o romance conta a história da pequena cidade do interior. Ricos entram em conflitos com os pobres, adolescentes com seus pais, esposas com seus maridos. Pagford não é o que parece ser.


O elenco

Michael Gambon como Howard Mollison                                 Abigail Lawrie como Krystal Weedon

Brian Vernel como Stuart “Fats” Wall                             Lolita Chakrabarti como Parminder Jawanda


Minha opinião sobre a série

Mesmo após algumas mudanças (que para mim não significaram nada, já que não li o livro) a minissérie conseguiu emitir o desejo de seus idealizadores. Trata-se evidentemente de uma tragicomédia, onde a partir da morte do ultimo morador interessado no bem estar da cidade, tramas e maquinações surgem para expulsar os pobres remanescentes para longe do centro rico.

A série aborda claramente a visão deturpada dos políticos que veem sua posição social como meios de obter lucros e enriquecimento sem levar em conta quem estão atingindo. Na série a única família de situação humilde abordada é da pobre garota Krystal, filha de uma usuária de drogas que se vê na obrigação de cuidar do irmão caçula. A morte de Barry afeta Krystal e toda a cidade, a vaga deixada por ele, passa a ser alvo dos lideres locais, divididos em duas frentes principais, os contra e os a favor da destruição do Centro Comunitário.

Ao perceber o rumo que as coisas tomam, surge na cidade o Fantasma de Barry, um website destinado a divulgar as más atitudes dos concorrentes a vaga no conselho. E ele é o que da a serie o “q” de comédia.

A série é divertida, dramática e com certeza tensa. Não é algo que recomendaria para qualquer um, é preciso paciência para superar algumas cenas ao meu ver desnecessárias, mas é certo que você se divertira e muito, com as atitudes de Krystal, ou as fobias de Colin, ou ainda as tiradas de Fats (Bola). Ou mesmo as alucinações do velho senhor Howard Mollison ou o complexo de seu filho.


Veja o trailer da serie

1 comentários:

  1. Muito interessante sua sinopse!! Eu tenho o livro porém não sabia da existência da série.... Vou ler o livro e depois procurar a série.... Obrigada pela indicação!! Amei o blog!!

    ResponderExcluir

Sua opinião é sempre importante, por isso espero seu comentário!
Critique, de sugestões, elogie, comente.

Julielton Souza