30 de abr de 2015

Dialética Nipon: JICJB – Parte VI #ESPECIALTV

 

Depois de quatro meses sem postar nada do tema cultura nipônica, o Dialética volta hoje com o #ESPECIALTV na coluna JICJB - Japão e as Influencias na Cultura Jovem Brasileira, e as categorias e tipos de animes que pipocam na televisão japonesa, desta vez, optei per ser pratico, embora tenha rolado um Ctrl C + Ctrl V nos artigos da Wikipédia, creio que resumi ao que realmente é cada gênero, deixando tudo um pouco mais prático e espero que gostem e por favor, comentem.

HARÉM

Harém, é um gênero de anime que apresenta um personagem masculino ou feminino, que vive rodeado por várias personagens do sexo oposto. Normalmente, são comédias românticas, mas podem se tratar de outros tipos.

Em um Harém um protagonista é cercado, geralmente amorosamente, por três ou mais personagens do sexo oposto. O mais comum é quando o cenário é dominado pelo sexo feminino, por exemplo, um grupo de meninas que acompanha um certo menino, e em alguns casos coabitam com ele, isso é quando a intimidade é quase habitual.

Quando há uma menina e vários meninos, costuma-se chamar de Harém Invertido.

Exemplos de Harém: Highschool DxD; Bakemonogatari; Date A Live; Hayate no Gotoku!; Zero no Tsukaima; Rosario + Vampire; Ranma ½; Ichigo 100%; Clannad; e outros.


JOSEI

Josei são animes específicos, normalmente voltados para o público feminino adulto. Enquanto produções para meninas são chamadas de shōjo, para meninos são chamadas de shōnen, e para homens Seinen. O Josei é um amadurecimento do shōjo.

São geralmente histórias da vida adulta com foco no cotidiano feminino, mostrados de forma mais realista. O estilo do traço usado geralmente é mais sóbrio.

Outra característica dos Josei é a liberdade para se criar as histórias, pois não existem restrições. Pode-se colocar cenas explícitas de sexo em histórias Josei sem que sejam consideradas pornográficas. Uma vertente crescente é a abordagem da homossexualidade nos últimos anos, pois a cultura japonesa considera romântico o amor proibido entre duas pessoas do mesmo sexo. Sendo chamado de yaoi, quando masculino e de yuri, quando feminino.

Como a maioria dos Josei possuem características mais realistas, suas adaptações em geral são para jdrama em filmes, novelas e seriados de televisão com atores reais, sendo muito poucos os Josei transpostos para anime.

Exemplo: Papa to Kiss in the Dark, Nodame Cantabile, Paradise Kiss.


KODOMO

Kodomo (é um gênero voltado para o público infantil, também são conhecidos como kodomomuke anime (lit. animê(s) para crianças).

Em geral os kodomo possuem histórias fechadas ou com arcos muito curtos, pois crianças pequenas tem dificuldade para acompanhar histórias seriadas. Também possuem desenho e narrativa simples, sem muitas sangrias e retículas.

Exemplos: As Aventuras do Pequeno Príncipe; Dinossauro Rei; Duel Masters; Doraemon; Hamtaro; Monster Rancher; Onegai My Melody; Meu Amigo Totoro.


MECHA

Um mecha (meka, abreviatura de mechanical, inglês para mecânico) é um robô gigante (geralmente bípede) controlado por um piloto ou controlado. Um mecha geralmente é uma máquina de guerra ou combate com pernas, cujos principais oponentes são monstros gigantes ou outros mechas.

Geralmente  são  construídos  em  formato antropomórfico (de ser humano) ou de animais.

No contexto do anime, também se chama de mecha às produções em que mechas e seus pilotos são os principais personagens. Esse gênero também se tornou popular em séries de ficção científica japonesa, conhecidas como tokusatsu, e levou a produção de grandes linhas de brinquedos inspirados nos mechas.

O público-alvo desses animes são jovens e adultos do sexo masculino, mas há uma grande variedade de histórias sobre mecha abrangendo vários gêneros e estilos. Características comuns do gênero são o combate ao mal e os pilotos de idade adolescente.

Exemplo: Full Metal Panic; Code Geass; Neon Genesis Evangelion; Mobile Suit Gundam.


MAGICAL GIRL OU MAHO SHOUJO

Mahō shōjo (it. moça(s) mágica(s)) é um subgênero de anime e mangá shōjo e um tipo de personagem feminina jovem com poderes mágicos.

As histórias mais famosas de mahō shōjo apresentam jovens meninas com capacidades sobre-humanas e que são forçadas a lutar contra o mal. As mahō shōjo são também conhecidas no Japão como majokko.

A mahō shōjo geralmente obtém os seus poderes através de alguma espécie de objeto encantado como um pendente, uma varinha ou um laço. Ao concentrar-se no objeto, e dizer uma frase ou comandos especiais em alguns casos, a garota atravessa uma intrincada sequência de transformação e muda para a sua forma poderosa. Um importante tema de mahō shōjo é o de aprender a concentrar os poderes e desenvolvê-los ao máximo. Equipes Ao estilo (Super Sentai) de mahō shōjo muitas vezes aprendem a combinar os seus poderes em ataques massivos e superpoderosos. Todavia, com ou sem poderes, as mahō shōjo são raramente fracas na sua forma normal, uma vez que tendem a aprender ginástica ou artes marciais para acrescentar aos seus talentos sobrenaturais.

Exemplos: Sailor Moon, Cardcaptor Sakura, Pretty Cure, Guerreiras Mágicas de Rayearth, Demashita! Powerpuff Girls Z.


MAHO SHONEN

Mahō shōnen (lit. garoto(s) mágico(s)) ou Magical Boy como também é chamado, é um tipo de personagem em animes e mangás, jovem, com poderes mágicos e do sexo masculino. Geralmente são: seres mágicos, como anjos, magos, bruxos e feiticeiros.

Muitos mahō shōnen acompanham mahō shōjo ou têm a companhia de magos mais experientes. Os garotos mágicos normalmente são personagens coadjuvantes como Syaoran Li de Cardcaptor Sakura e costumam ter aparência atraente (embora às vezes com atitude maliciosa, fria ou insensível).

Embora seja mais um tipo de personagem do que gênero, existem muitos animes catalogados como maho shonen.

Exemplo: D.N.Angel, Matantei Loki Ragnarok Negima!, Tokyo Babylon, Tsubasa: RESERVoir CHRoNiCLE e ×××HOLiC, binan koukou chikyuu bouei-bu love.


SCI-FI

Ficção cientifica aborda assuntos relacionados com extra terrestre, naves espaciais, conspirações, mutantes.

Ficção científica é uma forma de ficção desenvolvida no século XIX, que lida principalmente com o impacto da ciência, tanto verdadeira como imaginada, sobre a sociedade ou os indivíduos. O termo é usado, de forma mais geral, para definir qualquer fantasia literária que inclua o fator ciência como componente essencial, e num sentido ainda mais geral, para referenciar qualquer tipo de fantasia literária. Em inglês o termo ficção científica é às vezes abreviado para sci-fi ou SF. Em português, é abreviado para FC.

Exemplo: GHOST IN THE SHELL; SPACE DANDY; GANTZ; COWBOY BEBOP.


SHOUNEN-AI

Shōnen'ai (lit. amor de meninos) é um gênero do anime que retrata relações românticas entre homens. Essas relações são leves ou insinuadas, às vezes apenas passionais, e geralmente não há retratação do sexual. Mas que às vezes é apenas uma amizade forte entre garotos e homens.

Algumas obras se concentram apenas em relacionamentos shonen-ai, mas é comum encontrar algo do gênero em histórias sobre qualquer tema e direcionadas a qualquer público, inclusive o infantil. Em muitos casos, a relação pode ser explicada como uma amizade mais profunda e não choca a audiência. Há uma separação bem-definida entre o shonen-ai e animes pornográficos com conteúdo homossexual entre homens, conhecidas como Yaoi.

No Japão, ironicamente, essa expressão é usada para se referir à pedofilia e não no sentido em que é usada nesse artigo: O termo usado lá para animes do gênero é Boys Love, emprestado do inglês e com o mesmo significado. Vale a pena lembrar que, em países de língua inglesa, boylove é um termo ofensivo e que se refere justamente à pedofilia.

Exemplo: Gravitation.


Fonte: Wikipedia.com

Bom pessoal é isso na semana que vem o Especial Cultura Niponica segue seu rumo, deixando a tv de lado e abordando as músicas japonesas que fazem sucesso entre a garotada. Então aguardem e não deixem de comentar.

0 comentários:

Postar um comentário

Sua opinião é sempre importante, por isso espero seu comentário!
Critique, de sugestões, elogie, comente.

Julielton Souza