14 de jan de 2015

LIVRO #14 – Segredos de Família – Organização Lycia Barros

 Dados do Livro




Título: Segredos de Família
Autor: Vários Autores
Organizador: Lygia Barros
Editora: Ases da Literatura
ISBN: 978-86-6510-595-4
Edição: 1ª Ed. 2013
Gênero: Ficção Brasileira; Antologia.
Páginas (total): 220
Preço de Capa: R$
Avaliação Skoob: 4,6



Sinopse


E se o seu segredo mais sagrado fosse revelado?

Alguns segredos são trancados nos cofres da alma. Muitos deles estão escondidos no passado, assombram o presente, e são capazes de decidir o futuro de uma família. Segredos de Família é uma antologia recheada de contos misteriosos e descobertas assombrosas que mudarão o rumo de famílias que poderiam ser a sua. Alguns contos são baseados em fatos reais! Entre, descubra, surpreenda-se... Mas, por favor, não conte para mais ninguém...


Os Autores

Antologia organizada por Lygia Barros para o Selo Ases da Literatura. Conta com contos escritos por: Rodrigo Azevedo. Rodrigo Alves. Anatê Merger. Laplace Cavalcanti. Elysanna Louzada. Priscila Louredo. Liz Negrão. Maria de Fátima Venceslau Nardino. Adriana Ramiro. M. J. Atalaia. Michele Mourão. Lucas Odersvank. Sandro Chernicharo. Cecília Guimarães. Joan Ferrer. Melissa Marinho. Renan Santos. Gabriela Maya.

Dialética

Recebi o exemplar deste livro das mãos de um dos autores participantes, com dedicatória e autografo o autor Laplace Calvancanti me levou a desejar conhecer os mais profundos segredos existentes em uma familia.
Afinal que família não esconde esqueletos em seus armários e baús corridos pelo tempo? A premissa desta antologia era justamente essa desvendar e exemplificar todas as formas de segredos que um grupo familiar poderia esconder.
Após o primeiro conto que convenientemente foi batizado de “Esqueletos no Armário” decide não apenas conhecer os segredos por traz de cada conto, mas também aprecia-los por completo. Pois, até então havia presenciado uma escrita única e sensível combinado com uma prosa elegante e atual. Segredos que a séculos atormentam algumas famílias retrógadas e perdidas no tempo.
Fátima Venceslau foi uma ótima escolha para abrir este livro, pois, entra com certeza entre os sete melhores contos do livro. E sem dúvida instiga o leitor a continuar a leitura.
Infelizmente acreditei que o livro seguiria o real e palpável, os verdadeiros segredos de família assim como a primeira autora, porém o que se segue é a apresentação de contos que não deveriam fazer parte do livro, segredos sobrenaturais, como pactos com o diabo, licantropia e outras coisas que poderiam sim ter composto um bom livro, se este não impelisse o leitor a acreditar que encontraria estórias verídicas, ou pelo menos algo ficcional porém próximo a realidade.
Mesmo assim, o livro continuou apresentando algumas surpresas, o próprio conto que faz referência a licantropia, intitulado Relicário do autor Rodrigo Alves possui sua perspicácia, se trata uma bela releitura do conto infantil Chapeuzinho Vermelho em uma narrativa impecável e com reviravoltas esplêndidas.
Contudo outros contos, simplesmente são injustificáveis, não possuem qualidade alguma e estão ali jogadas entre ótimos contos, e quase lhe faz desistir da leitura. Erros de ortografia, falha de linha cronológica, erros grotescos de um amador. E que impediram que este que vos escreve atribuísse uma nota 2,8, infelizmente não trabalhamos com notas quebradas, ajustando o livro com um 3.
Realmente uma pena, pois autores como Fátima Venceslau, Lucas Odersvank, Rodrigo Alves, Laplace Cavalcanti, Joan Ferrer, Sandro Chernicharo, Anatê Merger, Renan Santos e Gabriela Maya realmente apresentaram obras de qualidade, e mereciam estar entre os melhores.
Outros autores apresentaram contos razoáveis e apenas dois, isso mesmo, apenas dois autores, não mereciam fazer parte desta antologia que poderia ser maravilhosa, eu sei que apenas dois contos não deveriam interferir no meu julgamento, mas sabe quando aquele fio de cabelo estranho, branco e torto cresce no meio da sua sobrancelha e você não sabe como lidar com ele, e o acaba arrancando, bom era essa a sensação que tinha em relação a estes dois contos, eles prejudicaram a assimetria do livro e tornou-se impossível não julgar o livro por sua presença.
Aos demais autores parabéns pelo excelente trabalho.